Varitus Brasil

Como se prevenir contra ciberataques

V-Tech

Como se prevenir contra ciberataques

O cibercrime representa um risco constante para pessoas, organizações e governos em todo o mundo. Pesquisas demonstraram que houve 50% mais tentativas de ataque a redes corporativas em 2021 do que em 2020. Além dos prejuízos financeiros causados pelo cibercrime, há custos menos tangíveis para as empresas, como danos à reputação e redução da confiança do consumidor. É fácil pensar que a cibersegurança é apenas para grandes organizações, mas, na verdade, é essencial para indivíduos e empresas de todos os tamanhos. Há simplesmente muitas ciberameaças para continuar a ignorar os riscos.

O que é um ciberataque?

Um ciberataque é uma tentativa de cibercriminosos de desativar computadores, roubar dados ou usar um sistema de computador violado para lançar ataques adicionais. Os ciberataques tornaram-se mais sofisticados nos últimos anos e, como resultado, a prevenção de ciberataques é essencial para cada indivíduo e organização.

O cibercrime baseia-se na exploração de vulnerabilidades. As equipes de segurança estão em desvantagem pois devem proteger todos os pontos de entrada possíveis, enquanto os ofensores só precisam encontrar e explorar uma fraqueza ou vulnerabilidade. Esse desequilíbrio favorece os invasores, o que significa que mesmo grandes empresas podem lutar para impedir que os cibercriminosos tenham acesso às suas redes.

Os cibercriminosos podem usar qualquer dispositivo conectado à internet como arma, um alvo ou ambos. Desse modo, indivíduos e empresas de todos os portes estão em risco. Indiscutivelmente, por tenderem a implementar medidas de cibersegurança menos sofisticadas, pequenas e médias empresas podem enfrentar mais risco do que as maiores, apesar de parecerem alvos menos óbvios na superfície. As pequenas e médias empresas geralmente são fornecedores de organizações maiores, o que significa que se um único ladrão de senhas entrar nos sistemas de uma pequena empresa, toda a cadeia pode ser comprometida.

Tipos de ataques de cibersegurança

Ataques comuns de cibersegurança incluem:

Malware

Malware, ou software malicioso, é um termo genérico que se refere a programas intrusivos projetados para explorar dispositivos às custas do usuário e em benefício do invasor. Existem vários tipos de malware, mas todos usam técnicas projetadas não apenas para enganar os usuários, mas também para escapar dos controles de segurança para que possam se instalar em um sistema ou dispositivo secretamente sem permissão. Alguns dos tipos de ataques mais comuns incluem:

  • Ransomware – um software de extorsão que pode bloquear o seu computador e depois exigir um resgate para desbloqueá-lo.
  • Trojans – um tipo de malware normalmente oculto, como um anexo em um e-mail ou um arquivo gratuito para download e, em seguida, é transferido para o dispositivo do usuário. Os trojans são capazes de coletar dados confidenciais de usuários, incluindo credenciais, informações de pagamento e muito mais.
  • Spyware – software usado por um invasor para obter informações secretas sobre as atividades do computador de outras pessoas transmitindo dados secretamente de seu disco rígido. O Spyware também é capaz de funcionar como um keylogger e pode fazer capturas de tela de dados confidenciais.

Ataques de Negação Distribuída de Serviço (DDoS)

Um ataque DDoS envolve vários sistemas de computador comprometidos atacando um alvo, como um servidor, site ou outro recurso de rede, causando uma negação de serviço para os usuários do recurso direcionado. O grande volume de mensagens recebidas, solicitações de conexão ou pacotes malformados força o sistema a diminuir ou travar, o que nega o serviço a usuários ou sistemas legítimos.

Phishing

Um ataque de phishing é uma fraude na qual um invasor se disfarça de uma entidade respeitável, como um banco, empresa conhecida, ou pessoa como remetente de um e-mail ou outras formas de comunicação, para distribuir links ou anexos maliciosos. Isso tem o objetivo de enganar a vítima desprevenida para fazê-la entregar informações valiosas, como senhas, dados do cartão de crédito, propriedade intelectual e assim por diante.

Os ataques de spear phishing são direcionados a indivíduos ou empresas específicas, enquanto os ataques whaling são um tipo de spear phishing que visa especificamente executivos seniores dentro de uma organização. Um tipo de ataque whaling é o comprometimento de e-mail comercial. O invasor mira em funcionários específicos que podem autorizar transações financeiras para enganá-los para transferir dinheiro para uma conta controlada pelo invasor. O FBI estima que US$ 43 bilhões foram perdidos entre 2016 e 2021 por causa de comprometimentos de e-mail corporativos.

Ataques de injeção de SQL

A maioria dos sites são orientados por banco de dados e, portanto, são vulneráveis a ataques de injeção de SQL. Uma consulta SQL é uma solicitação para que alguma ação seja realizada em um banco de dados. Uma solicitação maliciosa cuidadosamente projetada pode criar, modificar ou excluir os dados armazenados no banco de dados, bem como ler e extrair dados como propriedade intelectual, informações pessoais de clientes, credenciais administrativas ou detalhes de negócios privados.

Ataques de geração de scripting cross-site (XSS)

Os ataques de geração de script cross-site (XSS) ocorrem quando uma fonte não confiável é autorizada a injetar seu próprio código em um aplicativo da web. Esse código malicioso é incluído com conteúdo dinâmico e entregue ao navegador da vítima. Isso permite ao invasor executar scripts maliciosos escritos em vários idiomas, como JavaScript, Java, Ajax, Flash e HTML, no navegador de outro usuário.

O XSS permite ao invasor roubar cookies de sessão, permitindo que o invasor finja ser o usuário, mas também pode ser usado para espalhar malware, desfigurar sites, causar prejuízos nas redes sociais, usar phishing para credenciais e, em conjunto com técnicas de engenharia social, realizar ataques mais prejudiciais.

Botnets

Uma botnet é composta por um conjunto de computadores e dispositivos conectados à internet que são infectados e controlados remotamente por cibercriminosos. São frequentemente usados para enviar spam de e-mail, participar de campanhas de fraude de cliques e gerar tráfego malicioso para ataques DDoS. O objetivo de uma botnet é infectar o maior número possível de dispositivos conectados e usar o poder computacional e recursos desses dispositivos para automatizar e ampliar as atividades maliciosas. Graças ao crescimento da Internet das Coisas, as ameaças de botnet são uma das categorias de ameaças que mais crescem.

O que fazer durante um ciberataque

Para as empresas que sofrem um ciberataque, é importante agir rápido. O objetivo deve ser deter o ataque e reduzir seu impacto:

Mobilize sua equipe

A primeira coisa a fazer é mobilizar os funcionários para se responsabilizarem pela cibersegurança. Idealmente, eles devem ser treinados para saber como responder em caso de ataque.

Identificação do tipo de ciberataque

Saber que tipo de ataque está ocorrendo garantirá saber onde concentrar sua atenção e a melhor forma de conter e se recuperar do ataque. Além de determinar o tipo de ataque, é importante entender sua provável fonte, a extensão do ataque e seu provável impacto.

Contenção da violação

É essencial identificar e interromper todo o acesso que os ofensores podem ter em seus sistemas. Com qualquer tipo de ciberataque, você deve agir prontamente para:

  • Desconecte a rede afetada da internet
  • Desabilite todo o acesso remoto à rede
  • Redirecione o tráfego da rede
  • Altere todas as senhas vulneráveis

O objetivo deve ser evitar que os criminosos tenham acesso ao seu sistema. Você pode trabalhar para retornar o sistema a uma condição de trabalho mais segura.

Prevenção contra ciberataques

Então, como proteger sua organização contra cibercrimes? Algumas das melhores maneiras de abordar a defesa contra ciberataque incluem:

Educação dos funcionários sobre cibersegurança

Para todas as empresas, garantir que os funcionários estejam cientes da importância da cibersegurança é essencial. Fornecimento treinamento periódico e atualizado de cibersegurança para que os usuários saibam:

  • Verificar links antes de clicar neles
  • Verificar endereços de e-mail do e-mail recebido
  • Pensar duas vezes antes de enviar informações confidenciais. Se um pedido parecer estranho, provavelmente é porque é. Verificar via telefonema com a pessoa em questão antes de acionar uma solicitação sobre a qual você não tem certeza

O treinamento, educação e conscientização dos usuários reduzirão a probabilidade de tentativas de engenharia social serem bem sucedidas.

Criptografia e backup de dados

Muitas vezes, as empresas coletam e armazenam informações pessoalmente identificáveis, que podem ser obtidas por cibercriminosos e usadas para roubar identidades e, portanto, comprometer ainda mais os dados dos negócios. No caso de um ciberataque, é importante que seus dados recebam backup para evitar um grave tempo de inatividade, perda de dados e perda financeira. Se o ransomware atacar e causar estragos, seu software de backup pode ser atacado. Isso pode corromper seus arquivos de backup, ese você tiver medidas de segurança robustas implementadas. Certifique-se de criptografar todos os dados confidenciais, incluindo informações de clientes e funcionários.

Realização de auditorias periódicas

Embora você não possa remover completamente o risco de ciberataques, pode colocar adotar medidas para revisar sua proteção cibernética regularmente. Revise suas políticas de cibersegurança e verifique regularmente softwares, sistemas e servidores para garantir que sua empresa esteja totalmente protegida. Acesse arquivos de backup e baixe-os para ver como o processo de recuperação funcionará para sua empresa. Identifique possíveis vulnerabilidades, crie maneiras de superá-las e confirme se os arquivos de backup foram de alguma maneira corrompidos. Remova softwares não usados para reduzir o risco de cibercriminosos explorá-los para roubar ou destruir seus dados.

Perguntas frequentes sobre ciberataques

Firewalls previnem ciberataques?

Firewalls e servidores proxy podem bloquear serviços inseguros ou desnecessários e também podem manter uma lista de sites maliciosos conhecidos. Você pode garantir proteção adicional assinando um serviço de reputação de sites.

Por que é importante prevenir-se contra ciberataques?

Um ciberataque bem-sucedido pode levar a prejuízos substanciais de dados e roubo de informações proprietárias, de funcionários e clientes. Os hackers podem usar armas digitais, como malware, botnets e ataques DDoS, para interromper as operações de negócios, e pode ser difícil obter sistemas infectados funcionando sem problemas novamente. 

Leva tempo, dinheiro e esforço significativos para se recuperar de um ciberataque e você pode precisar trabalhar com as autoridades relevantes para solucionar o problema e criar novos sistemas para impedir ameaças futuras. As empresas sofrem danos de reputação se perderem dados de clientes ou não alertar antecipadamente sobre uma violação. Empresas que dependem da sua para operar também será afetada se você sofrer um ataque.  


Publicado em: 19/06/2024

Tags:

Comentários

Nos conte o que achou deste artigo.

Blog

Acompanhe as principais publicações do nosso blog

Dia dos Pais – prepare sua empresa para fazer entregas perfeitas e fidelizar clientes!

Dia dos Pais – prepare sua empresa para fazer entregas perfeitas e fidelizar clientes!

O Dia das Pais está chegando, é em pouco mais […]

Ler mais

RPA – tecnologia para tarefas rotineiras, menor custo e mais competitividade

RPA – tecnologia para tarefas rotineiras, menor custo e mais competitividade

RPA – tecnologia para tarefas rotineiras, menor custo e mais […]

Ler mais

Bons Hábitos de Higiene Cibernética para Manter Você Seguro On-line

Bons Hábitos de Higiene Cibernética para Manter Você Seguro On-line

Na era digital atual, estar conectado é essencial para a […]

Ler mais